Fortaleza | O papel da tecnologia na qualidade do serviço para a população

A parceria entre a Empresa 1 e o Sindiônibus começou em 2004. De lá pra cá, a inovação não parou. Com muito orgulho, compartilhamos este caso de sucesso de Fortaleza em uma série de 7 vídeos que mostram o uso eficiente da tecnologia para a gestão de qualidade e modernização do transporte público.

 

A instituição por trás do transporte público de Fortaleza

O Sindiônibus é responsável pela operação do sistema de transporte coletivo em ônibus de Fortaleza e sua região metropolitana. Com mais de 2.6 milhões de habitantes na capital e 4 milhões na região metropolitana, o sistema de transporte atende:

  • Total de 3.8 milhões de cartões em operação.
  • Destes, 1.4 milhões estão associados aos programas Bilhete Único Urbano (1.280.000 cartões) e Bilhete Único Metropolitano (120.000 cartões).

Neste vídeo, Dimas Barreira, presidende do Sindônibus, fala um pouco sobre os desafios e as estratégias de negócio que vem ajudando a fortalecer a operação.

Os resultados de uma operação com validadores online

A cidade de Fortaleza foi uma das primeiras a aderir aos validadores online, em 2015. O projeto de modernização do serviço amparado na contratação de 3ª geração de equipamentos embarcados da Empresa 1, a solução SPX700, foi muito além da bilhetagem.

Objetivos do projeto:

  • melhorar a experiência do cliente através de serviços online;
  • modernização de 100% da frota para operação da bilhetagem em tempo real;
  • utilização do validador como AVL;
  • recarga online para facilitar retirada de dinheiro embarcado;
  • oferta de serviço Wi-Fi para os clientes;
  • possiblidade futura para novos meios de pagamento.

Um projeto ousado, que impactou positivamente na retirada do dinheiro a bordo de grande parte da frota ao mesmo tempo que melhorava a experiência do cliente. Os frutos colhidos hoje são muitos. Confira no vídeo.

Como a biometria facial ajuda a viabilizar o transporte público

O Bilhete Único é um programa de integração temporal que permite o uso do sistema por até 2 horas, pagando apenas 1 tarifa. Juntos, BU Urbano e Metropolitano beneficiam os usuários com até 1.8 milhões de integrações temporais por mês. Um volume altíssimo de viagens que movimenta o sistema e hoje é monitorado por meio da biometria facial para combate a fraude, com Sigom Vision.

A biometria facial foi condicionante para a implantação deste modelo de integração na cidade. Embora estudos técnicos comprovem que para percorrer todo o perímetro urbano da cidade o passageiro necessitaria de no máximo 3 passagens, sendo 1 pagamento e 2 transbordos, a realidade do uso do BU se mostrou muito diferente. Com o auxílio do Sigom Vision, o volume de bloqueio de cartões devido a fraudes ou uso indevido chega a 4 mil por dia.

Para atender realidades complexas de benefício como é o caso do Sindiônibus, a Empresa 1 vem realizando evoluções constantes em suas soluções. Uma das evoluções que promete ainda mais eficiência no combate à fraude é a possibilidade de atuação mais rápida, já que os validadores estão online e as fraudes podem ser detectadas mais rapidamente.

O resultado é surpreendente. Veja neste vídeo!

Os benefícios da operação de uma plataforma open data preparada para integração

Parceiro bom é aquele que cresce junto com a gente.  Essa é a relação da Empresa 1 com o Sindiônibus.

A atualização e configuração online de tarifas e parâmetros do sistema e o consumo de informações para eficiência operacional e tomada de decisão são exemplos do impacto desse projeto de modernização da bilhetagem.

Outro grande benefício foi a abertura para consumo de dados do sistema de forma independente para construção de painéis de indicadores importantes para o dia a dia da operação. A bilhetagem ficou mais flexível, tanto para os operadores como para os clientes, além de estar preparada para inovações futuras e integração como novos serviços.

Neste vídeo, Jackson Ushoa, Gestor de TI e Bilhetagem do Sindiônibus, mostra como vem usando estes dados para aprimorar sua gestão.

Rede de venda ampliada e segurança do crédito do transporte

Facilitar o acesso da população ao crédito sempre foi uma preocupação do Sindiônibus. O processo, que começou com ampliação da rede de venda de crédito e recarga através de parcerias com o comércio, rapidamente evoluiu para os canais digitais.

Como o cliente SindiônibusS pode ter acesso ao crédito:

  • + 488 pontos de vendas baseados em POS
  • + 402 parceiros (bancas de revistas, armarinhos, padarias, pequenos comércios) com venda através de APP.
  • Venda de créditos através do aplicativo do Banco do Brasil (APP e ATM das agências bancárias somente para correntistas), com expansão para canais do Banco Bradesco.
  • Aplicativo para vendas com pagamento através de cartões VISA, ELO ou MASTERCARD, nas modalidades crédito e débito.

 Os números confirmaram que a inclusão dos meios digitais (site e aplicativos) foi uma estratégia que atendeu ao interesse da população.

Em apenas 08 meses de utilização efetiva, sem qualquer tipo de veiculação comercial, o aplicativo movimentou milhares de transações. A partir dessa resposta que demonstrou a aceitação do público, o Sindiônibus montou uma estratégia de divulgação com campanhas publicitárias, projetando multiplicar o resultado desse canal.

Assista ao vídeo!

Integração multimodal e Wi-Fi a bordo: novos serviços e mais benefício para o usuário

Um dos objetivos do Sindiônibus sempre foi disseminar o uso de novas tecnologias em benefício do usuário. Um projeto que desde o seu início teve bastante aderência foi a disponibilização do serviço Wi-Fi nos veículos. O projeto, que começou em 2018, atualmente alcançou a marca de 874 mil pessoas usando o serviço a bordo.

Já falando sobre integração entre modais — uma realidade crescente no mundo todo  —, com os recursos de tecnologia que o sistema de Fortaleza dispõe, é possível permitir que o usuário, usando o Bilhete Único, possa fazer uso de bicicletas como complemento da viagem. As bicicletas,  disponibilizadas pelo projeto Bicicletar, ficam em postos geograficamente distribuídos pela cidade.

Assista ao vídeo!

Transporte sob demanda inteligente: integrado ao transporte público convencional

A inovação e a visão de que a integração entre tecnologias é um recurso que favorece a melhoria da qualidade do serviço e a eficiência operacional são um diferencial neste projeto.

Desde quando lançou seu serviço de transporte público sob demanda, operadores  da Fortaleza já incluíram no escopo do projeto a intenção de oferecer ao usuário a opção de pagar este novo serviço com o cartão do transporte. Esta funcionalidade ainda não está no ar, mas podemos afirmar que o trabalho já começou e em breve a população terá mais este incentivo para usar o serviço.

Agradecemos ao Sindiônibus por acreditar na tecnologia como meio de melhorar a experiência do cliente. Acompanhe nos canais da Empresa 1 mais informações sobre esse case que é referência no Brasil.

 

Observação: Este case é representado com dados operacionais fornecidos pelo SINDIÔNIBUS em 2020. Estes dados são dinâmicos e aqui configuram um aspecto ilustrativo para entendimento do porte desta grande operação.

Brasil