O que é IoT e qual a relação com o transporte público?

O termo “Internet das coisas” (IoT) já se tornou um tópico recorrente nas nossas conversas, tanto no local de trabalho quanto fora dele. É um conceito que não só tem o potencial de influenciar a forma como vivemos, mas também como trabalhamos.

Mas o que exatamente é a IoT e qual o impacto que essa tecnologia pode causar na área em que atuamos, o transporte urbano? Confira agora!

Simplificando o conceito de Internet das Coisas

Como você está lendo este artigo agora? Pode estar no computador, no celular, talvez em um tablet, mas qualquer que seja o dispositivo que você esteja usando, ele definitivamente está conectado à Internet.

A  conexão à Internet é uma coisa maravilhosa, pois oferece todos os tipos de benefícios que antes não eram possíveis. Se você tem idade suficiente, pense no seu celular antes de ser um smartphone. Você podia ligar e mandar uma mensagem de texto com certeza, mas agora pode ler qualquer livro, assistir a um filme ou ouvir qualquer música na palma da sua mão. E isso é apenas para citar algumas das coisas incríveis que seu smartphone pode fazer.

Conectar coisas à Internet produz muitos benefícios surpreendentes. Todos nós já vimos essas vantagens com nossos smartphones, laptops e tablets, mas isso também é válido para todo o resto. E sim, queremos dizer tudo! A IoT é, na verdade, um conceito bastante simples: significa pegar todas as coisas do mundo e conectá-las à Internet.

Ficou fácil, não é? Pensando nisso, podemos definir a Internet das coisas como uma rede de objetos por meio de sensores e outros dispositivos incorporados que coletam e transmitem dados sobre atividades do mundo real. Esses objetos podem incluir eletrodomésticos, dispositivos móveis, veículos e outros tipos de estruturas.

Mas o que isso tem a ver com o transporte urbano?

Segundo um estudo realizado pela ONU, prevê-se que a população urbana aumente para 66% até 2050. O rápido crescimento da urbanização e o aumento do congestionamento são desafios significativos enfrentados pelo mundo hoje.

Soluções inovadoras em mobilidade urbana são essenciais para um desenvolvimento bem-sucedido e um futuro sustentável. A Internet das coisas facilita a necessidade de novas abordagens no transporte urbano, levando a um conceito moderno: mobilidade inteligente. O boom da tecnologia e inovação dos últimos anos permitiu uma grande expansão da IoT. Além disso, o número de dispositivos inteligentes que se comunicam, cooperam e se complementam cresce rapidamente em todos os domínios, ampliando o escopo dos aplicativos de IoT.

Hoje, por exemplo, temos os validadores online, que são poderosos equipamentos conectados para gerar informações relevantes para as cidades inteligentes.

O que é a mobilidade inteligente?

A mobilidade inteligente é tornar o transporte mais conectado, mais eficiente e mais flexível. É a espinha dorsal do crescimento nos ambientes urbanos atuais e pode abranger tudo, desde transporte de massa e serviços de compartilhamento de carros e bicicletas a carros particulares e veículos comerciais. No seu conjunto, a mobilidade inteligente ajuda as pessoas e os bens a se movimentarem de maneira mais eficaz e eficiente, para que todos tenham uma melhor experiência do dia a dia.

A IoT é uma base para a colaboração, oferecendo uma maneira conveniente de reunir entidades dos setores público e privado, para que novos modelos de negócios possam surgir.

A maioria dessas iniciativas direcionadas concentra-se na experiência do usuário final e enfatiza a importância de fornecer serviços de transporte simples de usar e acesso fácil a informações valiosas em tempo real. A adoção generalizada de smartphones e outros dispositivos móveis também contribui para isso, já que muitas pessoas agora transportam ou usam dispositivos compatíveis com interações com serviços orientados à IoT.

Já que você chegou até aqui, aconselhamos também a leitura do artigo: A experiência do cliente no transporte público urbano!

Brasil