29/08/2019 Transporte

A reinvenção do transporte público no Seminário Nacional NTU 2019

A inovação tecnológica é uma prioridade para o setor de transporte público do Brasil conseguir atender às necessidades da sociedade. Essa percepção ditou os principais temas do Seminário Nacional NTU 2019 – Inovação e Reinvenção: o futuro do transporte público na perspectiva da sociedade.

Durante o evento, Otávio Cunha, presidente da NTU, disse que: “O setor de transportes sofre com o engessamento dos contratos públicos que não têm acompanhado as inovações. Com nossa iniciativa, vamos fazer diferente. Não vamos esperar e cobrar só do poder público. Vamos apresentar soluções, alternativas e temos certeza que o poder público será sensível”.

Reinvenção do setor

A reinvenção do setor é primordial para que o Brasil consiga se preparar para a era da mobilidade como serviço (MaaS – Mobility as a Service). Além disso, é um processo essencial para a aquisição e fidelização de clientes. Contudo, as empresas de ônibus perderam 12,5 milhões de passageiros no período de um ano. Tais dados foram recentemente publicados no Anuário da NTU 2018-2019. Portanto, para combater este cenário, ações e estratégias disruptivas foram colocadas em pauta. O objetivo é conseguir satisfazer a população, uma vez que a mesma está migrando para outros serviços de transporte.

Paralelo aos debates, na feira de exposição, as principais empresas fornecedoras do setor apresentaram soluções a fim de que ajudem operadores a virar o jogo.

transporte-publico-urbano-empresa-1-on-demandaEmpresa 1 apresentou em seu stand a solução de transporte On Demand.

Cileneu Nunes, que é consultor, mentor e acelerador de StartUps, ressaltou que: “A inovação tecnológica é um caminho sem volta e o setor de transporte público não pode ficar de fora. Mas é preciso uma disruptura, que já está acontecendo. O Uber é um exemplo dela. Chegou, sem se preocupar com as regras, as questionou e começou a ganhar dinheiro. Depois foi se adequando às exigências. Ou o transporte coletivo faz parte dessa transformação ou vai ser atropelado por ela”.

Cileneu ainda afirmou que os empresários de ônibus e gestores públicos precisam ver os usuários como clientes, e não somente como usuários e passageiros. Essa visão permite transformar a forma que as empresas tratam os clientes, com maior preocupação, bem como foco nos mesmos.

cileneu-nunes-seminario-nacional-ntuCileneu Nunes no Seminário Nacional NTU 2019

A integração tecnológica para o transporte público

Outro insight importante foi a respeito da importância da integração tecnológica, seja no aspecto multimodal ou multisserviços. Segundo o Prof. Matheus Sousa Oliveira, participante do painel sobre Inovação na Mobilidade Urbana “MaaS não é futuro, é presente. No entanto, para sairmos do estágio em que pagamos as contas para o estágio de ganhos, é necessário integração“.

Nossa conclusão após os dois dias de evento

O mercado está se movimentando para buscar inovações e outras formas de combater problemas antigos, assim como otimizar estratégias atuais. Exemplo disso é o surgimento de serviços alternativos, complementares ao modelo tradicional, como é o caso dos serviços sob demanda.

Brasil