24/05/2019 Transporte

Vantagens e funcionamento de um validador como AVL

A funcionalidade AVL faz parte do conceito do validador multifuncional, ou hardware “all in one”. Um modelo pensado para viabilizar a gestão da frota de forma mais econômica. Ao destacar as vantagens e o funcionamento de um validador como AVL, queremos encorajar operadores a modernizar e alcançar melhores resultados.

Funcionalidade AVL

A sigla AVL significa Automatic Vehicle Location,  ou seja, localização automática de veículos. De forma geral, chamamos de AVL sistemas de posicionamento e comunicação que permitem o conhecimento da posição de um veículo e a realização de operações associadas. Para executar estas funções, o AVL, ou rastreador, é composto por uma antena GPS (Global Positioning System) e um módulo 3G/4G.

Nos modelos tradicionais de gestão de frota, o AVL é instalado no veículo próximo ao motorista, com a antena externa ao ônibus. Neste caso a comunicação de dados é independente de qualquer outro evento dentro do veículo.

Como os validadores multifuncionais já possuem GPS para localização e módulo 3G/4G, estes dispositivos não são mais necessários. Com eles, é possível eliminar equipamento extra dentro do veículo, simplificar a instalação e a manutenção. Ou seja, economia.

Outro fator que viabiliza grande impacto de redução de custos é o compartilhamento do módulo 3G/4G para comunicação de dados. Com apenas um pacote de dados é possível atender a operação da gestão de frota e da bilhetagem eletrônica. Se você ainda não sabe das vantagens dos validadores online para o SBE, assista o webinar “Validadores com comunicação online”.

 

Integração com o sistema de bilhetagem

Para que o validador opere como AVL é implementado um gateway de comunicação entre o Sigom, sistema de bilhetagem eletrônica da Empresa 1, e o sistema de gestão de frota. O papel do gateway é habilitar a comunicação entre diferentes arquiteturas e ambientes, fazendo a conversão de dados de um para o outro.

A lista abaixo apresenta algumas das informações enviadas pelo validador ao sistema de gestão de frota.

  • Evento de posicionamento com a localização do veículo
  • Velocidade do veículo
  • Abertura / Fechamento de viagem
  • Abertura de jornada
  • Evento de AVL Pronto
  • Evento bloqueio de cartão
  • Evento de Botão de pânico
  • Evento catraca 45 graus
  • Evento fechamento de jornada e total de tipos de passageiros
  • Evento liga/desliga do validador
  • Passagem de cartão usuário
  • Evento ponto de motorista
  • Evento de recarga
  • Troca de sentido de viagem

As configurações da operação do validador como AVL são realizadas no próprio Sigom como: listas de pontos de linhas, pontos de controle, logs, comandos que serão tratados, etc.

Além disso, através do BI, a solução oferece um conjunto de painéis de monitoramento e um conjunto de relatórios com o histórico dos eventos da viagem, áreas de sombra da comunicação móvel 3G/4G, logs, comunicação de pânico, e etc. Todos estes recursos ajudam a deixar a operação mais eficiente e econômica.

 

 

 

Brasil