Ilhéus: controle de fraudes com biometria facial

Com 220 mil habitantes, a cidade de Ilhéus possui 92 mil cartões ativos destinados ao transporte público, sendo 61% deles direcionados a usuários de benefícios (56% gratuidade total e 44% gratuidade parcial).

Em apenas dez meses após a implantação do SIGOM VISION, aproximadamente 10.000 cartões de benefício, 17% do total, foram bloqueados por utilização indevida. Isso contribuiu para inverter a curva de utilização do transporte público. Antes da implantação, os operadores locais observavam queda de 13% na utilização do transporte por usuários pagantes, em relação a 2011. Um ano após a implantação da tecnologia, a utilização do transporte por este mesmo grupo de usuários registra aumento de 5%.

Usuário reconhecido, sucesso reconhecido.

O prêmio internacional PTx2 Awards, promovido pela UITP,  apoia iniciativas que estimulem o uso do transporte público e contribuam com a meta de dobrar a quantidade de pessoas que se mobilizam por esse meio até 2025.

Premiada na categoria de Inovação Tecnológica em 2013 após disputar com 270 projetos de 50 países diferentes, o Case Ilhéus reforça o valor do projeto para o futuro da mobilidade urbana, em que a desoneração da tarifa de transporte público é vital para a viabilização de iniciativas que contribuam para melhorias no setor. Fraudes tendem a elevar a tarifa. Consequentemente, o transporte público corre o risco de perder mais passageiros para os meios individuais. Com o SIGOM VISION, os operadores de transporte estão criando condições de garantir uma tarifa mais justa e que poderá viabilizar melhorias na qualidade do sistema, essenciais para manter o crescimento da curva de usuários do transporte público.

Brasil